Entendendo o Cristianismo

O Cristianismo é uma religião de História. Ele não se ampara em lendas, mas em fatos os quais
devem ser testemunhados, visto que eles têm uma relação direta com a vida dos que creem. O
Cristianismo é uma religião de fatos, palavra e vida. A fé cristã fundamenta-se no próprio Cristo:
O Deus-Homem. Sem o Cristo Histórico não haveria Cristianismo. O Cristianismo é o próprio
Cristo; ele não apenas indica o caminho; antes, é o próprio (Jo 14.6).

Sem o fato histórico da encarnação, morte e ressurreição de Cristo, podemos falar até de experiência religiosa, mas não de experiência cristã. A experiência cristã depende fundamentalmente desses eventos. A fé cristã é para ser vivida e proclamada. A pregação caracteriza essencialmente a fé cristã e a sua proclamação (Rm 10.14,15).

A questão de quem é o Cristo que cremos e pregamos permanece; essa tem sido ao longo da História uma das indagações mais relevantes para a nossa fé. As angústias medievais e ainda permanentes em nossos dias são geradas pela falta de compreensão da pessoa e obra de Cristo.

Cristo por ele mesmo; esse é o anelo de toda Cristologia e, portanto, o fundamento de toda a nossa proclamação. Desse modo, devemos indagar sempre a respeito de nossas convicções e testemunho, avaliando-os por meio daquele que verdadeira e compreensivelmente diz quem é.

Procurar a Cristologia do Cristo equivale a buscar compreender em submissão ao Espírito tudo o que foi revelado para nós. Por certo, esse conhecimento não estará restrito ao Cristo Salvador, mas, além disso, nos fala do Cristo Deus-Homem; do Cristo Eterno e Glorioso. Aliás, só podemos falar do Cristo Salvador, se ele de fato for – como é – o Deus encarnado, visto que a nossa redenção não foi levada a efeito pelo Logos divino, nem pelo “Jesus humano”, mas por Jesus Cristo: Deus-Homem.

O evangelho nos enriquece. Jesus Cristo, o Senhor da glória, rico em sua glória eterna fez-se pobre por amor do seu povo a fim de que fôssemos enriquecidos na plenitude de sua graça. Na realidade, a sua humilhação (encarnação e morte) e exaltação (ressurreição, glorificação e ascensão) não afetaram a essência da sua natureza divina.

O evangelho é uma mensagem acerca de Deus – da sua glória e de seus atos salvadores; acerca do homem – do seu pecado e miséria; acerca da salvação e da condenação condicionada à submissão ou não a Cristo como Senhor de sua vida. Essa mensagem que envolve uma decisão na História, ultrapassa a História, visto ter valor eterno. Estejamos aberto ao Evangelho pois só ele dá ao ser humano a certeza de vida eterna em Cristo Jesus.

Pastor Ismael Silva

A falta de perdão é uma prisão

Quem não perdoa, está preso. Lemos em Mateus 18:34

“E, indignando-se, o seu senhor o entregou aos verdugos, até que pagasse toda a dívida”.

A palavra verdugo significa “torturador”.

Além de preso, aquele homem seria torturado como forma de punição. A prática do ministério nos revela que o que Jesus falou em figura nesta parábola é uma realidade espiritual na vida de quem não perdoa. Os demônios amarram a vida daqueles que retém o perdão. Suas torturas aplicadas são as mais diversas: angústia, depressão, enfermidades, debilidade física, etc.

Muita gente tem sofrido com a falta de perdão. Outro dia ouvi alguém dizendo que o ressentimento é o mesmo que você tomar diariamente um pouco de veneno, esperando que quem te magoou venha a morrer. A falta de perdão produz dano maior em quem está ferido do que naquele que feriu. Por isso sempre digo a quem precisa perdoar:

“Já não basta o primeiro sofrimento, porque acrescentar um outro maior (a mágoa) ”?

Alguns acham que o perdão é um benefício para o ofensor. Porém, eu digo que o benefício maior não é o que foi dado ao ofensor, mas sim o que o perdão produz na vítima, naquele que está ferido. Sem perdão não há cura. A doença interior só se complica, e a saúde espiritual, emocional e física da pessoa ressentida é seriamente afetada. Em outra porção das Escrituras (onde o contexto dos versículos anteriores é o perdão), vemos o Senhor Jesus nos advertindo do mesmo perigo.

Para aqueles que reconhecem que não há saída a não ser perdoar, mas que, por outro lado, não
é algo tão fácil de se fazer, pense em você como aquele que quer ficar livre.

Primeiro, o perdão não é um sentimento, é uma decisão e também uma atitude de fé. Já dissemos que o perdão não é por merecimento, logo, não tenho motivação alguma em minhas emoções a perdoar.

Não me alegro por ter sido lesado, mas libero aquele que me lesou por uma decisão racional.

Portanto, o perdão não flui espontaneamente, deve ser gerado no coração por levar em consideração aquilo que Deus fez por mim e sua ordem de perdoar. As consequências da falta de perdão também devem ser lembradas, para dar mais munição à razão do que à emoção.

Quando você começa a enxergar as misérias da vida espiritual de seu ofensor (ao menos a que manifestou no momento de te ferir), e canaliza o amor de Deus por ele, como você também necessita do amor divino ao se achegar arrependido em busca de perdão, a coisa fica mais fácil.

Pastor Ismael Silva

Em comemoração aos 83 anos da Assembleia de Deus Ministério de Madureira em São Carlos

Com muita alegria celebramos ao Senhor Jesus, nosso Deus, pela graça que nos tem concedido para realizarmos boas obras na cidade de São Carlos ao longo dos últimos 83 anos. Com o desejo de fazermos ainda mais e envolver ainda mais pessoas, convidamos você para conhecer nossos trabalhos e projetos, entre os quais destacamos alguns:

  • Atendemos mensalmente 285 famílias com entrega de cestas básicas, roupas e auxílio financeiro. No campo todo, anualmente são entregues cerca de 3420 cestas básicas.
  • Durante a Campanha do Agasalho arrecadamos mais de 1,2 tonelada de roupas, sapatos e cobertores que foram entregues ao Fundo Social da Prefeitura de São Carlos, além de meia tonelada entregue à população carente no bairro São Carlos VIII.
  • Todo início de ano enviamos ao Vale do Jequitinhonha auxílio financeiro e mantimentos para a missão dirigida pelo Pastor Edgar Wagner.
  • Apadrinhamos uma criança pelo projeto da Visão Mundial, fornecendo oportunidade de estudo, alimentação básica, vestimenta e a qualidade de vida que tudo isso proporciona.
  • Com o trabalho de Missões Urbanas conseguimos levar aos bairros e às periferias da cidade a Palavra de Deus por meio da evangelização, orientação jurídica, corte de cabelo feminino e masculino, atividades recreativas para as crianças, avaliação odontológica e oftalmológica com profissionais qualificados em suas respectivas áreas de voluntariado. Esse trabalho é realizado a cada dois meses, nos períodos da manhã e tarde, onde é servido café da manhã e almoço gratuito aos participantes. É através desse trabalho que também mantemos missionários em Triunfo-PB, São Gabriel-BA e ribeirinhos do Rio Amazonas.
  • Possuímos na Sede uma Clínica Social para atendimento psicológico, realizado por uma Psicóloga Mestra em Educação com ênfase em Práticas Sociais e Processos Educativos, à disposição da comunidade por baixos custos.
  • Na área de educação investimos e incentivamos a formação de pessoas promovendo seminários, treinamentos e cursos a valores acessíveis, como o Curso de LIBRAS (Linguagem Brasileira de Sinais) e o recém-criado projeto #ComoFaz que visa a preparação de jovens e adolescentes para serem mais criativos, produtivos, voluntários e responsáveis.
  • Em parceria com a Universidade da Família oferecemos cursos na área de administração familiar, guia de carreira, relacionamentos, autoconhecimento, evangelismo, sexualidade e aconselhamento para recém-casados e pais de primeira viagem.
  • Em parceria com o Instituto de Ensino Cultural OSASC (IECO) oferecemos curso de teoria musical e diversos instrumentos, e também a oportunidade de participação na Orquestra Sinfônica das Assembleias de São Carlos (OSASC).
  • Com a Escola de Educação Teológica das Assembleias de Deus (EETAD) oferecemos formação em Teologia, além de disponibilizarmos uma Biblioteca Cristã com mais de 800 exemplares para todos os membros que têm desejo de estudarem e aprenderem mais.

Para saber mais sobre esses e outros projetos, e conhecer maneiras de participar dessas atividades ou de nossas celebrações, acompanhe nossas redes sociais ADM São Carlos ou nos faça uma visita no Templo Sede na R. Treze de Maio, 1434 – Centro, estamos à disposição de Terça à Sexta das 14h às 22h.

Relógio de Oração – Clamor por pais e filhos na nação

Basta olhar atentamente para apreciar o singelo chamado divino que o mês de Agosto nos apresenta:
  • Tema do Ano: Família, Nossa Prioridade
  • Tema das mensagens de Agosto: Ação do Espírito Santo
  • Principal feriado de Agosto: Dia dos Pais
  • Situação das famílias brasileiras: Destituídas de uma figura paternal
É como se Deus estivesse (e cremos que está) nos chamando para despertar e mobilizar a Igreja para orar e contribuir com a atuação do Espírito Santo na restauração da figura paternal tão deficitária na nossa nação. Nossa geração está marcada por uma paternidade bruta e omissa, totalmente oposta ao plano da semelhança e adoção do nosso Deus Pai.
Por isso, decidimos realizar um relógio de oração como primeiro passo em direção à vontade de Deus.
“E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade,” – Efésios 1:5

O que é um relógio de oração?

A estratégia do relógio ou vigília existe há muitos anos e consiste em criar um revezamento de oração intercessória (por um propósito comum) durante um período de tempo.

O relógio mais conhecido é a vigília de oração dos irmãos Morávios, que se iniciou em 27 de agosto de 1727 quando 24 pessoas decidiram se revezar diariamente em uma hora de oração cada um, em prol de missões e união da comunidade cristã. Nesse período Deus realizou um grande avivamento, e eles enviaram centenas de missionários ousados que deram suas vidas pelo evangelho, indo até os confins da terra. O revezamento de oração durou 100 anos.

3 Motivos para participar do relógio de oração

  1. Deus é Pai: Efésios 4:6, Salmo 68:5, 1 Coríntios 8:6
  2. Ele quer ser conhecido: João 3:16, João 17:3
  3. É missão da igreja orar e agir para que Ele seja conhecido: Lucas 11:2, Mateus 28:19
A palavra de Deus já nos deu a direção sobre a vontade de Deus, e orar é o primeiro passo para começar a cumpri-la. Você se considera Igreja de Cristo? Então, ore conosco para que nossa família espiritual aumente.

Quando será e como posso participar?

O nosso relógio será nesta quarta-feira, 8 de Agosto e nos revezaremos em períodos de 15 minutos. Isso mesmo, apenas 15 minutos.
Para participar basta escolher um horário e escrever sua escolha nos comentários. Pode orar mais de um período (ex: 30 min, 40 min) e pode orar em turnos diferentes (ex: manhã e noite)
DICA: Você pode combinar com seus irmãos, pequeno grupo ou familiares de orarem juntos.

Orar pelo quê?

Existem diversos tópicos que podem ser apresentados, separamos esses para guiar nosso devocional:

  • Correta compreensão de quem é Deus Pai e assumir a identidade de filhos de Deus
  • A revelação de Deus Pai à nação por meio dos Seus filhos adotados em Cristo
  • Restauração do relacionamento entre pais e filhos
  • Despertamento dos pais cristãos para assumir a paternidade à maneira de Deus
  • Ministração de perdão e cura pelo Espírito Santo aos filhos que foram abandonados e abusados pelos pais
  • Estratégias e amor para igreja acolher os filhos feridos e os órfãos
  • Libertação de crianças e mulheres em situação de qualquer tipo de abuso pelos familiares que deveriam protegê-las
  • Não legalização de aborto
Teremos uma série de textos para refletir sobre assunto aqui no nosso site ao longo desse mês e esse relógio é apenas um despertador para a igreja brasileira. Compartilhe essa postagem, participe desse movimento e façamos prova da ação do Espírito de Deus nas famílias.
Quer sugerir um tópico de oração? Deixe um comentário.
A paz do Senhor a todos e uma excelente semana.

Toda tempestade tem um tempo

Em algum momento de sua vida, você enfrentou ou poderá passar por uma tempestade; se não literalmente, mais ao menos no sentido de enfrentar certas adversidades. Tempestade (seja literal ou não) não é algo simples de encarar e experimentar. Tal pode ser então até mesmo alguma grave tristeza, solidão, angustia, desilusão, decepção e outros sentimentos diversos e adversos.

O fato é que uma certeza você pode ter: Toda tempestade vai passar. E Jesus a acalma de forma maravilhosa; Ele sempre chega na hora certa. O mais lindo ainda é que após ela, vem uma grande bonança. Agora, o que você deve fazer no momento da sua tempestade? Quero te deixar algumas recomendações;

1. Entenda que Deus tem um propósito soberano em sua vida, e até as adversidades Ele usa para te abençoar:

“E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito” – Romanos 8:28.

2. Tire as culpas de seu coração e saiba então que você pode experimentar alguma luta não por pecado, decisão errada, ou falta de sabedoria; tem lutas (tempestades) que é Deus quem conduz a tal.

3. Mantenha sua fé firme em Deus, persevere, confie Nele e continue servindo a Deus, temendo verdadeiramente a Ele e sendo fiel:

“Eis que temos por bem-aventurados os que sofreram. Ouvistes qual foi a paciência de Jó, e vistes o fim que o Senhor lhe deu; porque o Senhor é muito misericordioso e piedoso” – Tiago 5:11.

Mantenha sua mente e coração em Deus:

“Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em ti; porque ele confia em ti” – Isaías 26:3

Deus não te prova além do que você pode suportar:

“Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar” – I Coríntios 10:13.

Pastor Ismael Silva